#CulturaEmCasa – acesso à informação por meio de diferentes plataformas


circo místico.home

O Projeto Guri suspendeu as aulas presenciais por tempo indeterminado, como medida preventiva contra a transmissão do Coronavírus. Entretanto, uma série de ações estão sendo planejadas de forma que o conteúdo seja aproveitado por todos, em qualquer lugar, em qualquer momento.

Para quem deseja acessar livros didáticos, por exemplo, a organização oferece materiais exclusivos para alunos e educadores. Todos os interessados podem fazer o download gratuito (inclusive os livros em Braille) no site do Projeto Guri (http://www.projetoguri.org.br/livros-didaticos/). Existem vários títulos disponíveis para baixar e aprender ou aprimorar o conhecimento em determinado instrumento.

Temos também espetáculos, playlists e apresentações com artistas convidados. Para as crianças, há vídeos desenvolvidos pela plataforma De Criança para Criança que inclui desenhos sonorizados em parceria com o Projeto Guri.

Os polos do Projeto Guri – maior programa sociocultural brasileiro, mantido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo – no interior, litoral e Fundação CASA são gerenciados pela Sustenidos Organização Social de Cultura.

Aguarde, em breve teremos novidades! Enquanto isso, confira abaixo algumas opções já disponíveis:

1 – Vídeos produzidos durante as apresentações dos Grupos de Referência;

Grupo de Referência Santos – Camerata de Violões – O Grande Circo Místico

Grupo de Referência de São Carlos – Big Band e Letieres Leite

Grupo de Referência de Sorocaba – Coro e Percussão, com Gabriel Levy e Tião Carvalho

Guri na Estrada, projeto realizado em 2018, levou música a 6 municípios (5 paulistas e 1 um mineiro) em um caminhão-palco.

Grupo de Referência de Ourinhos – Percussão e Luiz Guello

2 – Livros didáticos com download gratuito para todos. Há materiais para alunos e educadores; e para todas as pessoas interessadas em música. 

3 – Material produzido pela plataforma De Criança para Criança em parceria com o Projeto Guri;

A Guerreira Anahi, animação integralmente produzida por alunos de iniciação musical e educadores do Polo Regional Jundiaí. A narrativa retrata a saga de uma índia para superar as aflições que tomam contam de sua mente.

 

Preguiça, integrante da série “Sentimentos e Emoções”, o episódio foi sonorizado por alunos da turma de violão do Polo Piracaia.

 

O Enigma, a animação sonorizada por alunos de acordeon do Polo Severínia retrata a importância dos amigos e da família.

 

O que é Amizade, com texto simples e delicado, a narradora conta que “amizade é quando você tem o coração apertado, mas tem alguém para ajudar…”. Com alunos de teclado do Polo Regional Araçatuba.

 

A Menina e a Flauta, história criada por Maria Julia Araujo Freitas e Sofia Rabello Lima, a partir do livro “A Casa Mal Assombrada. Sonorização das alunas do curso de madeira do Polo Sandovalina, sob a supervisão da educadora Fabiana Vieira.

 

O Pescador, trama muito divertida, narrada pelo criativo menino Renato. Com o grupo de prática de conjunto do Polo Regional São José dos Campos e o grupo de choro do Polo Dom Pedro.

 

Uma Noite de Halloween, com bruxas do bem, sonorização rica em detalhes é assinada por alunos o curso de iniciação musical do Polo Ourinhos.

 

Na Fazenda da Vovó, aventura na casa do vovô Zeca e da vovó Teresa. Com alunos da turma de Percussão Polo Sarutaia.

 

Viagem ao Mundo Novo, duas crianças, Ana e Joaquim, embarcam em uma viagem pelo Atlântico.  Com os alunos de cordas friccionadas do Polo Guaratinguetá.

 

A Menina de Preto, uma história sobre bullying e como lidar com ele. Com alunos do curso de teclas do Polo Regional Araçatuba.

 

A Ideia de Lobinho, com alunos do curso de sopro do Polo São Vicente, sob a supervisão do educador Rodrigo Vilela. Episódio inspirado no primeiro objetivo de sustentabilidade da ONU: ‘erradicação da pobreza’.

 

O Campeonato de Vídeogame, com alunos de iniciação musical do Polo Capela do Alto, sob a supervisão da educadora Camila Magnani. Episódio inspirado no quinto objetivo da ONU: ‘igualdade de gênero’.

A História das Histórias, com alunos dos cursos de violão e percussão do Polo São Luis do Paraitinga, sob a supervisão do educador João Gaspar. Lenda indígena.

O Aluno Morcego, com alunos do curso de percussão do Polo Itanhaém, sob a supervisão do educador Israel Henrique Santos. Episódio inspirado no quarto objetivo da ONU: ‘educação de qualidade’.

4 – Playlists temáticas no Spotify;

https://open.spotify.com/user/projetoguri

5 – Espetáculos;

Calungá – O Mar que Separa é o Mar que Une (2012) – ‘Calungá’, palavra de origem africana que quer dizer travessia por mar, é o nome do espetáculo apresentado pelo Projeto Guri em dezembro de 2012, no Teatro Sergio Cardoso, com o percussionista Naná Vasconcelos. A apresentação marcou o lançamento do DVD “Calungá – O mar que separa é o mar que une” gravado no Auditório Ibirapuera, no dia 13 de julho daquele ano. Participaram do projeto 39 guris das cidades de Cerquilho, Guareí, Ibiuna, Itú, Piedade, Pilar do Sul, Salto, São Roque e Sorocaba (todos integrantes do Grupo de Referência de Sorocaba).

 

Lendas Amazônicas (2014) – Concebido por Aimar de Noronha Santinho, o espetáculo ‘Lendas Amazônicas’ conta a história de um amor proibido entre um caboclo e a filha do fazendeiro. A narrativa – interpretada pelos alunos dos Grupos de Referência de Jundiaí, Franca e Lorena do Guri – é embalada por obras de Waldemar Henrique e Villa-Lobos, com arranjos de Fernando Correa, sob a regência de André Sanches e dramaturgia Paulo Rogério Lopes.

 

6 – CD Guri Convida – trabalho realizado em celebração aos 15 anos do Projeto Guri 2015);

Sob a regência e orientação dos educadores musicais da Sustenidos Organização Social de Cultura (gestora de polos do Projeto Guri), 125 alunos dividiram o palco com os músicos Fernanda Takai, Antônio Pinto, Beto Villares, Andreia Dias, Anelis Assumpção, Iara Rennó, Rappin Hood e Maurício Pereira.

http://www.projetoguri.org.br/cd-guri/

 

Postagens relacionadas


Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/guri/public_html/novosite/wp-content/themes/projetoguri/content-single.php on line 51