Destaque na mídia: Nego Bala conta como educador do Guri na F. CASA mudou sua vida


51890450_538740263201138_3697445121308085944_n(1)

Nego Bala em rara foto sorrindo / Arquivo pessoal

Marcelo Generoso cresceu na Cracolândia, conheceu a fome, a miséria e a criminalidade. Ainda menino, ganhou o apelido de Nego Bala – moleque ligeiro, que mais comia os doces do que vendia. Durante uma das passagens pela Fundação CASA, conheceu Carlos Café, ex-educador do Projeto Guri que apresentou as músicas que mudariam sua vida.

“Eu era muito disperso, mas o Café insistia pra gente prestar atenção. Fazia a gente ouvir as letras do Criolo e acreditou que poderíamos ser alguém”, contou o músico que atualmente divulga o single Buraco no Céu e vem conquistando a mídia e os fãs nas redes sociais.

Aos 21 anos, Generoso, o Nego Bala, tem um sorriso lindo de menino, mas pouco sorri. Parece sempre sério, em consonância com a responsabilidade de levar uma mensagem positiva às pessoas por meio do que ele chama de ‘funk consciente’. “Quem melhor que o oprimido para entender uma sociedade opressora?”, questiona o rapaz, resumindo a filosofia de Paulo Freire, em palestra de capacitação para educadores do Projeto Guri, ocorrida na Fundação CASA no último dia 6 de agosto.

Enquanto prepara a gravação de um novo disco, Nego Bala participa da trilha sonora do vídeo Brasil Impossível, do diretor Urso Morto. A faixa de abertura é de Caetano Veloso. Suas músicas também estão no documentário dirigido por Danilo Arenas, que deve ser lançado ainda este ano.

 

Saiba mais sobre Nego Bala:

 

Matéria da Hypess:

Nego Bala 2 - 2019

 

Matéria do UOL:

Nego Bala 2 - 2019

 

 

Clique na imagem e ouça a faixa Buraco do Céu no Spotify:

Buraco no Céu - 2019

 

Clique na imagem e ouça a faixa  Nego Bala - Cifrão In pé - 2019

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nego Bala – YouTube

Nego Bala - Youtube - 2019