Imagem do material gráfico desenvolvido para a divulgação da Orquestra Verde, contendo o desenho de um maestro em atuação, com folhas - como se fossem notas musicais - ao seu redor

Orquestra Verde

Quando pensamos numa Orquestra Verde o propósito é ir além do que os olhos podem ver. Em tempos em que os recursos naturais tornam-se cada vez mais escassos, é preciso reavaliar muitos hábitos cotidianos e ficar mais atento ao que se pode fazer para amenizar o impacto que estamos gerando a natureza. Uma destas formas é a conscientização na hora de adquirir um bem.

Pensando em nossas responsabilidades ambientais, o Guri Consciente – projeto desenvolvido pelos funcionários da organização Amigos do Guri, que visa despertar a consciência da sociedade com base em quatro pilares principais: Meio Ambiente e Sustentabilidade, Saúde, Ética e Diversidade, e Cidadania e Direitos – decidiu formar uma orquestra de cordas dedilhadas composta por doze violões, quatro cavacos e quatro violas caipira feitos com madeira maciça certificada pela Forest Stewardship Council (FSC), organização criada para promover o manejo florestal responsável ao redor do mundo.

“Além de ecologicamente corretos, estes instrumentos proporcionam maior qualidade de som, apresentando melhor timbre e projeção sonora”, ressalta José Henrique de Campos, Diretor Educacional do Guri.

O uso dos instrumentos verdes será feito pelo Grupo de Referência de Franca, que interpreta um repertório variado, calcado na música popular brasileira, explorando minuciosidades timbrísticas e o refinamento estilístico do universo erudito.

Imagem dos alunos do Grupo de Referência de Franca - Orquestra Verde