Vento em Madeira promove aula-show em polos do Guri


IMG-20161129-WA0111-300x168

Grupo Vento em Madeira em São Carlos

O Projeto Guri recebe uma série de workshows com o grupo Vento em Madeira. Chamado de Vento em Madeira – Universidades, o programa investe na formação do público e na divulgação da música autoral instrumental. A atividade didática e gratuita será desenvolvida com os alunos do Guri, mas é aberta também para interessados no estudo da música.

As aulas, que ocorrerão no interior e litoral do Estado, estão agendadas para quatro datas, sempre às 14h: dia 14/2, em Piedade; dia 15/2, em Piracicaba; dia 20/2, em Lorena; e dia 23/2, em São Vicente. A iniciativa dá continuidade à parceria firmada com o grupo em 2016, quando o Vento Madeira se apresentou em Jundiaí (9/11) e em São Carlos (29/11).

Originalmente criado pelos compositores Léa Freire e Teco Cardoso, o quinteto Vento em Madeira surgiu na década de 1970 e reuniu, desde então, nomes de destaque da cena instrumental brasileira. Atualmente, é formado pelo pianista, compositor e arranjador Tiago Costa; por Fernando Demarco, contrabaixista que retorna ao Brasil após longa temporada na Europa; pelo percussionista e compositor Edu Ribeiro; e pelos flautistas Léa Freire e Teco Cardoso (também no saxofone). Além do trabalho autoral, o grupo homenageia grandes compositores brasileiros.

 

Vento em Madeira - slide novo

Quinteto Vento em Madeira. Foto: Agnaldo Rocha

Confira entrevista com Léa Freire:

Como surgiu a atividade Vento em Madeira – Universidades?
A atividade surgiu da vontade do grupo de fazer essas visitas a projetos com alunos de música: o público ideal para mostrar essa outra possibilidade musical que o Vento em Madeira representa. Nos apresentamos em escolas de música da capital e agora, por meio desse contato com o Guri, estamos visitando o interior do Estado. Além de tocar, a gente conversa com alunos e professores.

Como funciona o workshow?
Temos um repertório bastante extenso. Na hora do show, pesquisamos rapidamente quais são os instrumentos mais presentes ali e nos organizamos para que os alunos se identifiquem com o que estamos tocando. Estimulamos as pessoas a perguntar coisas, falamos sobre carreira, estudo, composição, improvisação, performance, etc.

O projeto já passou por Jundiaí e São Carlos. Como foi essa experiência?
Foi sensacional. A resposta das pessoas é excelente. A gente vê o trabalho que os professores do Guri estão desenvolvendo por meio das perguntas que os alunos fazem. É sensacional e dá ânimo para continuarmos com o projeto.

No 8º seminário do Amigos do Guri, Ser Criativo, você conduziu um improviso coletivo, utilizando vozes, instrumentos, palmas e até o som de um simples copo d’água. Qual o papel de eventos desse tipo na formação dos educadores?
Acho que a vida é um grande improviso, então todos sabemos improvisar. Às vezes, esquecemos de como isso é importante. Então, esses cursos têm não só a finalidade de aumentar a liberdade criativa dos educadores– enquanto músicos e professores –, mas também enquanto pessoas. Tudo é som e tudo pode ser improviso. O rigor também é importante!

Qual a importância da música no desenvolvimento de crianças e jovens?
Eu não vivo sem música. Música na minha vida é da maior importância. Sem ela fico doente. Acredito que a música é importante para todas as pessoas. Hoje em dia, principalmente, não existe um dia que uma pessoa passe sem ouvir um pouco de música, seja no rádio, na TV, no celular. O estudo da música ensina disciplina, perseverança, cuidado, capricho, rigor, alegria, companheirismo, troca, gentileza, generosidade, amizade, organização, respeito. Enfim, infinitos conceitos necessários à vida em grupo. Fora isso, conceitos de física e matemática estão sempre presentes.Tocar junto é uma delícia, poder fazer isso e assim fazer outras pessoas felizes é uma missão nobre e digna do maior respeito.

Vento em Madeira – Universidade
Dia 14, às 14h
Local: Auditório Municipal Rubens Caetano da Silva
R. Francisco Antônio Corrêa, 532, Pq. da Torre – Piedade/SP
Inf.: (15) 3244-2670

Dia 15, às 14h
Local: Armazém da Cultura. Estação Paulista. Polo Piracicaba
Av. Dr. Paulo de Moraes, 1.682, Paulista – Piracicaba/SP
Inf.: (19) 3422-0912

Dia 20, às 14h
Local: Casa da Cultura de Lorena. Polo Lorena
R. Viscondessa de Castro Lima, 10, Centro – Lorena/SP
(12) 3153-1518

Dia 23, às 14h
Local: Casa de Cultura São Vicente. Polo São Vicente
R. Tenente Durval do Amaral, 72, Catiapoã – São Vicente/SP
(13) 3468-8636

 

Vento em Madeira - slide

Vento em Madeira com a equipe do Guri, em São Carlos