Iniciação musical: Projeto Guri prorroga as matrículas em alguns polos de ensino


prorrogação de matrícula

Alunos do Projeto Guri de Franca

Maior programa sociocultural brasileiro, mantido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, o Projeto Guri está com 1.290 vagas disponíveis nos polos de ensino localizados no interior e litoral paulista. São cursos gratuitos de música para crianças e adolescentes na faixa etária entre 6 e 18 anos, principalmente para as turmas de iniciação musical. Interessados podem se inscrever até o dia 6 de setembro (com exceção de Itaberá, com prazo estendido até o dia 20/9).

O programa, que atende cerca de 50 mil alunos por ano, possui centros de educação musical nas regiões de Araçatuba, Itapeva, Jundiaí, Marília, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, São Carlos, São José dos Campos, São José do Rio Preto, Sorocaba e litoral paulista.

Para realizar a matrícula é necessário comparecer diretamente ao polo em que deseja estudar, acompanhado pelo responsável, portando os seguintes documentos: certidão de nascimento ou RG (original e cópia); comprovante de matrícula escolar e/ou declaração de frequência escolar referente ao primeiro semestre de 2019; RG do responsável (original e cópia) e comprovante de endereço para consulta.

Não é necessário ter conhecimento prévio de música, nem possuir instrumento ou realizar testes seletivos. O início das aulas ocorre de acordo com a data de matrícula de cada aluno.

Para mais informações, acesse www.projetoguri.org.br/matriculas.

Confira a lista completa dos polos com vagas abertas nas regionais do Projeto Guri:

Regional Araçatuba
São 42 vagas disponíveis nos polos Bento de Abreu (27) e Murutinga do Sul (15).

Regional Itapeva
São 37 vagas disponíveis no polo Itaberá.

Regional Marília
São 133 vagas disponíveis nos polos: Herculândia (50), Maracaí (4), Ourinhos (50), Sabino (10) e Vera Cruz (23).

Regional Presidente Prudente
São 74 vagas disponíveis nos polos: Narandiba (19) e Tupi Paulista (55).

Regional Ribeirão Preto
São 296 vagas disponíveis nos polos: Batatais (17), Dumont (23), Guará (63), IORM – Guaíra (29), IORM – Orlândia (11), Jaboticabal (40), Luteria Franca (4), Monte Azul Paulista (56), Sertãozinho (27) e Terra Roxa (26).

Regional São Carlos
São 101 vagas disponíveis nos polos: Barra Bonita (15), Macatuba (17), Nova Europa (5), Santa Maria da Serra (24), São José do Rio Pardo (40).

Regional São José do Rio Preto
São 264 vagas disponíveis nos polos: Altair (17), Barretos (53), Fernandópolis (32), Novo Horizonte (29), Onda Verde (31), Riolândia (44) e Ubarana (58).

Regional São José dos Campos
São 62 vagas disponíveis nos polos: Caçapava (35) e Cachoeira Paulista (27).

Regional São Paulo
São 192 vagas disponíveis nos polos: Ilha Comprida (15), Itariri (24), Miracatu (30), Mongaguá (61), Peruíbe (35) e Santos – Zona Noroeste (27).

Regional Sorocaba
São 89 vagas disponíveis nos polos: Araçoiaba da Serra (61) e Itu (28).

Patrocinadores e apoiadores do Projeto Guri – Amigos do Guri: CTG Brasil; VISA; Bayer; WestRock;  Microsoft; VALGROUP; Supermercados Tauste; Novelis; Caterpillar; EMS; Capuani do Brasil; Pinheiro Neto; Instituto CCR por meio da CCR AutoBAn; Grupo Maringá; AES Tietê; Faber Castell; Distribuidora Ikeda, ASTA; Mercedez-Benz; Supermercados Rondon; Castelo Alimentos; Raízen; Arteris; GRUPO GR; Pirelli; Tereos.

Sobre o Projeto Guri

Mantido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, o Projeto Guri é o maior programa sociocultural brasileiro e oferece, nos períodos de contraturno escolar, cursos de iniciação musical, luteria, canto coral, tecnologia em música, instrumentos de cordas dedilhadas, cordas friccionadas, sopros, teclados e percussão, para crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos (até 21 anos nos Grupos de Referência e na Fundação CASA). Cerca de 50 mil alunos são atendidos por ano, em quase 400 polos de ensino, distribuídos por todo o estado de São Paulo. Os mais de 330 polos localizados no interior e litoral, incluindo os polos da Fundação CASA, são administrados pela Amigos do Guri, enquanto o controle dos polos da capital paulista e Grande São Paulo fica por conta de outra organização social. A gestão compartilhada do Projeto Guri atende a uma resolução da Secretaria que regulamenta parcerias entre o governo e pessoas jurídicas de direito privado para ações na área cultural. Desde seu início, em 1995, o Projeto já atendeu mais de 770 mil jovens na Grande São Paulo, interior e litoral.

Sobre a Amigos do Guri

Eleita a Melhor ONG de Cultura de 2018, a Amigos do Guri administra o Projeto Guri. Desde 2004, é responsável pela gestão do programa no litoral e no interior do estado de São Paulo, incluindo os polos da Fundação CASA. Além do Governo de São Paulo, a Amigos do Guri conta com o apoio de prefeituras, organizações sociais, empresas e pessoas físicas. Instituições interessadas em investir na Amigos do Guri, contribuindo para o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes, têm incentivo fiscal da Lei Rouanet e do Fundo Municipal da Criança e do Adolescente (FUMCAD). Pessoas físicas também podem ajudar. Saiba como contribuir: www.projetoguri.org.br/faca-sua-doacao.