Ivan Vilela e Grupo de Referência de Franca fazem releitura de Milagre dos Peixes


Ivan Vilela - home

Promover a convivência entre músicos consagrados e jovens aprendizes é o objetivo do Guri Convida, série de concertos proporcionados pelo Projeto Guri – maior programa sociocultural brasileiro, mantido pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo.

O encontro de Ivan Vilela e o Grupo de Referência de Franca – Camerata de Cordas Dedilhadas poderá ser visto pelo público no dia 12 de setembro, às 19h30, no Teatro do Sesi, em Franca/SP.

Para o programa Guri Convida, foram selecionados artistas com carreiras consolidadas nacional e internacionalmente, com papel de difusores de conhecimento. Por isso, além dos concertos (abertos ao público), alguns convidados também farão uma masterclass de quatro horas exclusiva para os educadores da região. “Vou abordar o movimento musical brasileiro denominado como Clube da Esquina, um dos raros momentos da história da MPB em que a musicalidade e o experimentalismo denso foram levados às raias da criatividade“, afirmou Vilela, mestre em composição.

Os encontros com os artistas convidados têm como objetivo contribuir para a formação dos alunos e alunas do Grupo de Referência, viabilizando o aprimoramento técnico, a criatividade, a improvisação, a amplitude de referencial musical, as técnicas instrumentais estendidas, o uso da voz e o movimento no processo de trabalho, além da presença cênica.

Contudo, o Guri Convida mantém a essência de cada Grupo de Referência. Assim como cada artista leva para os guris seu estilo próprio, há um repertório escolhido especialmente para o conjunto, estruturado de acordo com as peculiaridades dos jovens, com o objetivo de ampliar e aprofundar os conhecimentos e experiências musicais de todos.

O músico conta que preparou peças bem diversificadas para essa apresentação com os Guris: “É uma alegria tocar novamente com esses jovens que já encaram o ofício musical com serenidade e sensibilidade. A escolha deste repertório (Milagre dos Peixes) foi muito feliz sobretudo por celebrar um dos momentos mais criativos da música popular brasileira e da carreira de Milton Nascimento. ”, disse.

1 – OS ESCRAVOS DE JÓ
Composição: Milton Nascimento e Fernando Brant

2 – CARLOS, LÚCIA, CHICO E TIAGO
Composição: Milton Nascimento

3 – MILAGRE DOS PEIXES
Composição: Milton Nascimento e Fernando Brant

4 – A CHAMADA
Composição: Milton Nascimento

5 – NASCENTE
Composição: Flávio Venturini e Murilo Antunes

6 – PABLO Nº 2
Composição: Milton Nascimento e Ronaldo Bastos

7 – TEMA DOS DEUSES
Composição: Milton Nascimento

8 – HOJE É DIA DE EL REY
Composição: Milton Nascimento e Márcio Borges

9 – A ÚLTIMA SESSÃO DE MÚSICA
Composição: Milton Nascimento

Os Grupos de Referência são compostos por orquestras, cameratas e bandas espalhados por diversas cidades e formados por jovens de 12 a 21 anos em estágio mais avançado de aprendizagem.  Todos os 13 Grupos serão contemplados com convidados especiais.

Serviço: Guri Convida com Ivan Vilela
Quando: dia 12 de setembro
Horário: às 19h30
Local: Teatro do Sesi
Endereço: Av. Santa Cruz, 2.870 – Franca/SP
Entrada gratuita. Evento aberto ao público

Perfil do convidado
Compositor, arranjador e intérprete desde 1979, Ivan Vilela é um grande conhecedor da viola de 10 cordas. Em 1992 compôs a ópera caipira Cheiro de Mato e de Chão quando cursava Composição Musical na UNICAMP. Indicado a uma série de prêmios, já tocou na Alemanha, Argentina, Bélgica, Espanha, Estados Unidos, França, Inglaterra, Itália e Portugal. Doutor em Psicologia Social pela USP e Mestre em Composição pela UNICAMP, é professor do Departamento de Música da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo e do Programa de Pós-Graduação da mesma Universidade, onde instituiu o primeiro bacharelado em Viola Caipira do País. Sua produção musical bebe de inúmeras fontes, indo de variados gêneros musicais das culturas populares – como o cururu – à música erudita, do Clube da Esquina aos Beatles, da canção popular à composição clássica.

O Grupo de Referência de Franca – Camerata de Cordas Dedilhadas
O grupo foi criado em 2012 com a proposta de unir violão, cavaco e viola caipira. Partindo de um conceito ecologicamente sustentável, em 2013, a camerata foi escolhida para constituir a “Orquestra Verde” do Guri, com instrumentos da Oficina Escola de Lutheria da Amazônia (OELA), com madeira maciça certificada pela Forest Stewardship Council (FSC), organização criada para promover o manejo florestal responsável ao redor do mundo. A camerata já tocou ao lado de Ivan Vilela e Alessandro Penezzi. Em 2014 foi escolhida para integrar o espetáculo Lendas Amazônicas, apresentado em vários espaços e gravado em DVD. Em 2015, o grupo tocou no festival “Gente da Terra”, apresentado por Rolando Boldrin. Em 2016 apresentou-se em teatros das cidades de Ribeirão Preto e Franca. No Projeto Guri Convida, em 2017, o conjunto dividiu o palco com Carlinhos Antunes. Proposta mais recente, a releitura da obra Milagre dos Peixes, de Milton Nascimento, é o mote do novo espetáculo, com participação especial de Ivan Vilela.

O Grupo de Referência de Franca – Camerata de Cordas Dedilhadas tem o patrocínio da empresa Catho.

Parceiro local: Prefeitura Municipal de Franca.