Simpósio sobre Direitos da Criança e do Adolescente inspira futuras ações do Guri


Alunos do Guri entre Francisco Rodrigues, diretor de Desenvolvimento Social do Projeto

Alunos do Guri entre Francisco Rodrigues, diretor de Desenvolvimento Social do Projeto

Guris dos polos Aparecida e Guaratinguetá se apresentaram na abertura do Simpósio Nacional de Fortalecimento do Sistema de Garantia de Direitos, realizado entre os dias 4 e 7 de abril, na cidade de Aparecida do Norte/SP. Esse foi apenas o começo da participação do Projeto Guri no evento, que reuniu representantes da área de Desenvolvimento Social da Associação Amigos do Guri – gestora do Projeto Guri no litoral, interior e Fundação CASA.

 

Todo o conhecimento adquirido durante o simpósio deve ser replicado. Em parceria firmada com outras instituições, como a Rede Peteca e a Cidade Escola Aprendiz, o Guri divulgou as proposições do encontro em seus canais de comunicação e nas redes sociais. Além disso, os temas trabalhados na ocasião servirão de estímulo para atividades socioeducativas promovidas pela organização.

 

 

Representantes do Guri participam da campanha contra o trabalho infantil

Representantes do Guri participam da campanha contra o trabalho infantil

 

Na ocasião, 13 representantes de órgãos governamentais, não governamentais e da sociedade civil falaram sobre a importância da garantia dos direitos das crianças, adolescentes e jovens. Entre eles, Marcelo Nascimento (representante da Rede Peteca e um dos organizadores do evento) discursou sobre a formação de profissionais da área, o fortalecimento dos conselhos tutelares e a articulação da rede. Para Nascimento, esses pontos são fundamentais na busca intersetorial pelos direitos humanos, promovendo educação, saúde e segurança. “Espero que a gente saia daqui ainda mais forte para combater a violação dos direitos das crianças e dos adolescentes”, disse o palestrante à Rede Peteca no texto Caminhos Possíveis para Fortalecer os Direitos das Crianças e dos Adolescentes Brasileiros.  Confira essa e outras matérias aqui.

Em 10 dos 16 minicursos oferecidos, o Guri marcou presença. Entre eles, a oficina Protagonismo Juvenil – Construção da Participação Social, com Anna Luiza Calixto Amaral, jovem escritora de 16 anos, da cidade de Atibaia, que milita pela defesa de direitos das crianças e adolescentes.

“Para nós, participar do Simpósio permitiu eliminar ainda mais a distância entre os direitos garantidos no Estatuto e o dia a dia das violações que passam diariamente crianças, adolescentes e jovens. A presença da Amigos do Guri reforça o direito à cultura preconizado no ECA. Estamos ainda mais motivadas, estimuladas e desafiadas a garantir e defender as gurias e os guris de dentro ou de fora do Projeto!!”, disse Luciana Antonio, Gerente do Núcleo de Parcerias e Alianças e uma das articuladoras do evento no Guri.

O Projeto Guri entende a importância da formação continuada como um processo fundamental para o aperfeiçoamento das suas equipes, que zelam pelo respeito aos direitos humanos das crianças, adolescentes e jovens. Especialmente daqueles que vivem cotidianamente situações de ameaça à sua integridade física e psicológica. Ainda que seja uma política pública de acesso universal, o Projeto Guri – maior programa sociocultural brasileiro, mantido pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo – estabelece como meta o atendimento de 70% de alunos em situação de vulnerabilidade social e econômica.