Composição campeã vira animação


Gargolândia - gravação da composição vencedora 4

Rafael Alterio e Viviane Nukamoto no dia da gravação /
Crédito: Zoe Films

Uma jovem talentosa e apaixonada por música é a protagonista da animação Minha História. A música de Viviane Nukamoto dos Santos, vencedora do Concurso de Composição Musical do Projeto Guri, foi gravada em estúdio dias 21 e 22 de maio, virou animação gráfica e será exibida nos principais eventos da instituição. Essas etapas envolveram o trabalho de muitos especialistas e alguns jovens que se empenham para que tudo saísse direitinho, conforme planejado.

Conforme planejado? Mais ou menos. A minuta do concurso previa que a composição ganhadora fosse arranjada por um profissional antes de ser gravada em estúdio, entretanto, a obra de Viviane estava tão completa que dispensou tal demanda. Por sorte (e competência), uma mudança louvável. “Ela apresentou um trabalho completo, de composição e arranjo. Foi uma surpresa”, confessou Ari Colares, gerente artístico do Guri.

Diante dos fatos, apenas algumas inclusões foram realizadas – sem mudar a ideia original –, com a proposta de enriquecer o programa e incluir a participação de mais alunos. Luiz Fidalgo, coordenador técnico educacional, transcreveu a música para a partitura e distribuiu aos jovens selecionados para completar a gravação. No lugar de três violas de alturas diferentes, por exemplo, optou-se por colocar um violino, uma viola e um violoncelo.

Os eleitos vieram de dois Grupos de Referência. Quatro de Jundiaí, Thalita da Silva Chaves (violino), Luan Costa Simplício (viola), Tayna Sabrina Santos da Silva (violoncelo) e Lucas Satyro Cruz (bateria). E dois de São Carlos, Matheus Allem (guitarra) e Luiz Fernando Silva (baixo elétrico).

A gravação foi realizada na Gargolândia, estúdio que é referência em música instrumental, localizado dentro de uma fazenda colonial, na cidade de Alambari, a duas horas da capital. Sem pressa, os alunos passaram o som em um dia, se hospedaram confortavelmente em uma das casas, e gravaram no outro. “Cada timbre foi ajustado separadamente. E na produção, todos os instrumentos foram tocados ao vivo, simultaneamente, em diferentes salas: violino, viola e violoncelo em uma sala; e os demais (guitarra, contrabaixo, violão e bateria), em salas independentes”, completou Colares, orgulhoso do teor educativo e sólido do projeto. Apesar da sobriedade, houve até um tempinho para relaxar e curtir a natureza.

O estúdio foi cedido pelo produtor, compositor e músico Rafael Alterio (conhecido como “Garga”) e sua esposa, a letrista Rita Alterio. Donos da Gargolândia, eles fizeram também a mixagem da música e farão o mesmo com Ijexa, composição de Zeca Baleiro que será gravada dias 26 e 27 de junho.  Quinteto Vento em Madeira, Arismar do Espírito Santo e Ivan Lins são algumas das celebridades que já utilizaram os serviços do renomado estúdio. O casal tornou-se parceiro do Projeto Guri pois, ciente da relevância da instituição, batalha pela implantação de um dos polos de educação musical em sua cidade, Alambari. Os Guris só têm a agradecer a acolhida.

Com a gravação, storyboard, roteiro e muitas ideias, a produtora Zoe Films fez a animação. O resultado será veiculado em eventos comemorativos ao longo de 2016, incluindo o show especial dos 21 anos do Projeto Guri, dia 2 de dezembro, na capital paulista.

À Gargolândia e à Zoe Films nossos sinceros agradecimentos

Veja como foi:
Fotos: Candy Nunes