Guri Inclusivo: surdos e ouvintes do coral Mãos que Encantam visitam Taquaritinga


Coral Mãos que encantam - Fundação Edmilson

Alunos e alunas do Projeto Guri no Polo Taquaritinga receberam a visita do grupo Mãos que Encantam, coral formado por crianças surdas e ouvintes da cidade de Jaboticabal. A atividade socioeducativa ocorre no dia 17 de abril e integrou o programa Guri Inclusivo.

Fundado em 2017, o coral funciona na escola municipal bilíngue Nossa Senhora Aparecida e tornou-se referência na região ao incluir o estudo de Libras (Língua Brasileira de Sinais) na grade curricular. A iniciativa de criar um coral surgiu dos próprios alunos visando a inclusão e a comunicação entre alunos surdos e ouvintes.

“A atividade foi emocionante, pois a música funcionou com instrumento de inclusão social. Na música você não tem distinção de etnia, religião ou deficiência”, disse Felipe Domingos Servidone, coordenador do Polo Taquaritinga e responsável pelo encontro. “Tivemos a oportunidade de apresentar um conteúdo de qualidade para os guris e gurias, além de auxiliar no desenvolvimento psicossocial. Agradeço a todos os envolvidos que tornaram possível o encontro.”

Servidone, portador de baixa visual, disse também que queria trazer para o polo um pouco mais sobre a realidade do deficiente. E já articula novos encontros.

Para a realização da atividade, a equipe do Projeto Guri de Taquaritinga mobilizou a rede das duas cidades e recebeu o apoio da Secretaria de Desenvolvimento Social, Cultura e Fundo Social de Taquaritinga e a Secretaria Municipal de Educação de Jaboticabal. Nosso parceiro, a Fundação Edmilson contribui para a acolhida das crianças.

 

Clique aqui para assistir a matéria realizada com o coral Mãos que Encantam.